Microlearning: O que é? Como funciona?

O Statistic Brain apontou uma informação importante sobre a capacidade de concentração. Em 2000, a atenção de cada pessoa durava apenas 12 segundos. Já em 2015 esse número caiu para 8,25 segundos e a tendência é a redução gradual. Com tanta competição pelo foco, o microlearning vem como uma solução diante desta estatística. 

A ideia é criar oportunidade para um aprendizado eficiente, mas que não sobrecarregue os estudantes. Com um material feito especificamente para um mundo altamente conectado, o objetivo é ensinar com rapidez e com fácil consumo. Vamos entender melhor. 

O que é microlearning?

A palavra “Microlearning” vem do inglês e pode ser entendida como micro aprendizagem. Então, é uma forma de ensino com bases na construção de uma habilidade com etapas menores e cirúrgicas. Ou seja, com pequenos blocos de conteúdo altamente focados.

Essa prática é ideal para oferecer respostas ágeis de problemas específicos. Por isso, cada vez mais empresas buscam essa forma de treinamento para os seus colaboradores. Além de ganhar em tempo, também é um incentivo para o estudo continuado. 

Em geral, um módulo típico costuma ser concluído em cinco minutos. Ainda assim, não há uma regra sobre o tempo ideal. O importante é que o assunto seja abordado com clareza e objetividade, para ser absorvido pelo aluno.

Nessa metodologia, cada módulo traz uma solução orientada para apenas uma pergunta ou um problema. Por isso, é comum ter podcasts, apresentações, tutoriais em vídeo, avaliações breves e recursos para pontuar os textos e aulas on-line. 

O microlearning também é atualizado para a tendência do uso de smartphones no dia a dia. Dessa forma, pode ser acessado pelo celular ou tablet a qualquer hora e no local preferido para o estudo. 

Como o microlearning funciona?

Para entender o funcionamento do microlearning, basta pensar no aprendizado tradicional. Enquanto um curso comum costuma trazer aulas extensas ou um treinamento com mais de 1 hora, isso não acontece nessa nova abordagem.

Com isso, o microlearning não apresenta muitos detalhes ou precisa de uma ampla contextualização. Como não é necessário trabalhar os conhecimentos básicos, o conteúdo é muito mais prático e direto ao ponto. 

Além disso, esse método incentiva que cada aluno tenha sua motivação para concluir o aprendizado que necessita. No entanto, essa não é uma tarefa tão fácil, já que mesmo uma lição mais curta compete com diversos estímulos, como: redes sociais, filmes, seriados, televisão e internet. 

Assim, é essencial ter comprometimento com o material. Caso seja um treinamento empresarial, a própria companhia pode oferecer incentivos para a continuidade dos módulos. 

Pensando no âmbito empresarial, também é uma ótima oportunidade para os trabalhadores freelancers. Assim, em lugar de oferecer um treinamento longo para cada atividade extra, basta indicar o conteúdo de microlearning. Logo,  já se pode preparar esse colaborador independente antes de chegar ao local da prestação de serviço. 

Quais são os benefícios do microlearning?

Depois de entender como é o funcionamento do microlearning,  fica mais simples perceber por que essa tendência é crescente. Então, vamos fechar com os principais benefícios de investir nesse método: 

  • Simplificar e tornar mais econômica a produção de material;
  • Otimizar o tempo na produção de conteúdo;
  • Possibilitar a variedade de treinamentos;
  • Trazer mais praticidade no processo de aprendizagem;
  • Obter uma formação rápida para um tema pontual;
  • Assimilar conteúdos de forma descomplicada e instantânea;
  • Acessar as aulas onde e quando o aluno quiser.

Agora que você já conhece mais sobre o microlearning, pode levar essa ideia para o seu negócio na capacitação rápida de profissionais. Já para os colaboradores e estudantes, investir nessa forma de aperfeiçoamento também traz um ótimo avanço na carreira.

Você já conhecia o microlearning? Deixe um comentário dizendo o que você pensa dessa forma de aprender. 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *