Entenda por que ser MEI

Os profissionais que oferecem seu trabalho de forma autônoma, podem contar com o registro do MEI para melhorar ainda mais as maneiras de atuar e aumentar a clientela. Apesar de muito difundido, o MEI ainda levanta uma série de dúvidas.

O MEI diz respeito ao Microempreendedor Individual, uma modalidade de registro de CNPJ. Ele é indicado para profissionais autônomos, não tem obrigatoriedade em gerar nota fiscal e oferece muitos benefícios aos usuários. Para elucidar algumas das dúvidas, separamos alguns pontos positivos em optar por ele:

Sem taxas exorbitantes

É comum ouvir reclamações de comerciantes e empresários sobre as taxas cobradas e documentação para funcionamento. Os profissionais registrados como MEI têm o alvará dispensado e outras taxas minimizadas, deixando os encargos mensais muito menores, mas com a prestação dos mesmos serviços. 

A contribuição com o INSS, ISS e ICMS existe, mas é bem menor e fixa, não existem adicionais além da parcela mensal da DAS.

Direito de pessoa jurídica

Algumas transações, empréstimos, emissão de notas e outros processos só podem ser feitos por quem possui um CNPJ ativo, também conhecido como pessoa jurídica, com o MEI é possível usar esse benefício. 

Os bancos são os que mais fazem a utilização do CNPJ para diferenciar os atendimento prestados, até a taxa de abertura de conta e juros mudam quando se possui o MEI.

Até mesmo as compras são facilitadas com ele, que permite realizar a aquisição de produtos no atacado, como em grandes centros comerciais que exigem o CNPJ para a venda.

Emissão de nota fiscal

Diversos clientes que optam por um freelancer pedem a nota fiscal para lançar nas despesas de suas empresas, mas nem todo profissional pode emitir. 

A obrigatoriedade pela nota faz com que diversos projetos sejam perdidos quando não existe o registro do CNPJ, neste caso o MEI é a solução. Ele permite a geração de notas, mas sem obrigatoriedade como em um registro convencional.

Direitos previdenciários garantidos

Quem possui o MEI faz uma contribuição mensal com os impostos e garante a aposentadoria por idade e invalidez, além de auxílio-doenças, salário maternidade e pensão em casa de morte. 

Não é preciso pagar a DAS e contribuir com o carnê da previdência a parte, basta manter o MEI em dia.

Serviços especiais para MEI

Além das facilidades já citadas, alguns serviços são especiais para quem é MEI. Muitas empresas oferecem pacotes diferenciados para o microempreendedor, como as contábeis que possuem taxas reduzidas para a categoria.

Ter o registro MEI melhora as condições de se trabalhar como um autônomo, garante a aposentadoria e ainda permite o atendimento de mais clientes, além de poder atuar com grandes empresas com a emissão das notas.

Agora que possui as informações necessárias, basta fazer o registro, cumprir com os deveres de ser uma pessoa jurídica e aproveitar os benefícios, como a atuação na modalidade de gig economy que tem crescido com constância.

Gostou das dicas de hoje? Compartilhe com seus amigos e mostre o quanto o MEI pode fazer a diferença na vida de um freelancer!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *